Skip to content

Auxílio emergencial: 1,1 milhão de bolsas foram canceladas ou bloqueadas em junho

Desse total, foram “660.744 bloqueios por indícios de irregularidades comunicados pela Controladoria-Geral da União (CGU) e 497.092 cancelamentos por conta da revisão mensal”, informou o ministério. G1.

O governo federal diz isso até o momento, 39,3 milhões de famílias foram atendidas pelo auxílio emergencial em 2021e que “ainda estão trabalhando na tramitação dos casos”, com base em informações disponíveis em bancos de dados governamentais.

O ciclo de pagamento da terceira parcela do auxílio terminou em 30 de junho. Na época, o Cidadania informou que mais de 37 milhões de pessoas foram beneficiadas diretamente. Na segunda tranche, estão previstos 38,3 milhões de euros.

Quando o ciclo 2021 do programa foi aprovado, a previsão do governo era atender 45,6 milhões de pessoas.

Nesta semana, o governo anunciou que pagaria três pagamentos mensais adicionais a partir de agosto. No entanto, as datas de pagamento ainda não estão definidas. Os valores permanecerão os mesmos com a extensão.

Os trabalhadores podem verificar o estado do serviço através do pedido de primeiros socorros, através do site. help.caixa.gov.br ou couro

Governo Federal anuncia oficialmente nova extensão do auxílio emergencial

Governo Federal anuncia oficialmente nova extensão do auxílio emergencial

Questionado sobre a redução do número de beneficiários, o ministério informou G1 que a diferença entre o número total de beneficiários por ação é explicada pelas revisões mensais que são realizadas “para certificar que os cidadãos continuam a cumprir os critérios de elegibilidade para o benefício, conforme determina a legislação que regula o pagamento do auxílio emergencial 2021, e também pelos bloqueios recomendados pela Controladoria Geral da União”.

UMA novo emprego, com carteira assinada, morte ou recebimento de pensão, reclusão e recebimento de benefícios estatais acarretam o cancelamento do benefício.

Segundo o ministério, o orçamento do auxílio emergencial já aprovado em 2021 é de 64,2 bilhões de reais. “Foram liberados 26,47 bilhões de reais desde abril e foi anunciado nesta semana um investimento de 20,2 bilhões de reais para o pagamento de outras três parcelas”, explicou.

Como contestar a perda do benefício

Recorde-se que os beneficiários que beneficiam da suspensão de urgência podem contestar a decisão. “Se for verificado que o cidadão atende aos critérios legais, ele recebe as cotas retroativamente”, informa Cittadinanza.

A oposição deve ser apresentada por Site Dataprev. Para aqueles a quem foi recusado o serviço e que correspondam a uma das situações que permitem responder -, a página exibirá um ícone “Solicitar disputa”, que fornece o motivo da recusa.

Após clicar neste botão, será perguntado se o beneficiário realmente deseja apresentar a contestação e, uma vez confirmado, a contestação será enviada à Dataprev para avaliação.

O prazo para contestação é sempre de aproximadamente duas semanas após a publicação da recusa.

Período de pagamento

os pagamentos de quarta parcela o atendimento começa em 19 de julho para o público do Bolsa Família e em 23 de julho para os demais beneficiários.

De acordo com Cittadinanza, o cronograma de pagamento das três parcelas adicionais será definido “nas próximas semanas”.

Consulte as condições de pagamento abaixo.

BENEFICIÁRIOS DA BOLSA FAMÍLIA

Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família – Foto: G1 Economia

BENEFICIÁRIOS FORA DA BOLSA FAMÍLIA

Calendário completo de ajuda emergencial 15.06.21 – Foto: Economie G1

Auxílio emergencial 2021: entendendo as regras do novo ciclo

Auxílio emergencial 2021: entendendo as regras do novo ciclo

VÍDEO: As últimas notícias sobre ajuda de emergência