Skip to content

Tópico nº 538: Bolsa Família – fila e incertezas

À medida que o governo busca espaço fiscal para chegar ao ano eleitoral com uma versão atualizada do esquema, cerca de 1,2 milhão de famílias elegíveis para subsídios permanecem desacompanhadas na vida real. Um drama que se desenrola em meio ao aumento da pobreza no país, que está prestes a se agravar com o fim do auxílio emergencial para a pandemia, explica Fernanda Trisotto, jornalista do jornal O Globo. Neste episódio, Renata Lo Prete também conversa com a socióloga Marta Arretche, professora da USP e pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole. Isso mostra como o Bolsa Família, embora visto pelos políticos como um bem eleitoral, agora está vulnerável a cortes e atinge patamares muito inferiores aos do passado. “O programa está mal protegido contra estratégias de saída silenciosas”, ao contrário do que acontece, por exemplo, com a Entrega Contínua, consagrada na Constituição. “Seu tamanho depende da vontade do governo no poder. Marta não acredita que a solução seja “constitucionalizar” o Bolsa Família, mas defende clareza e respeito aos critérios de elegibilidade e fontes de financiamento mais estáveis.

O que você quer saber:

O podcast El Sujeto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Arthur Stabile, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Giovanni Reginato. Neste episódio também colaboraram: Gabriel de Campos e Ana Flávia Paula. Apresentado por: Renata Lo Prete.

Um podcast é como um programa de rádio, mas não é: em vez de ter um horário específico para transmiti-lo, você pode ouvi-lo quando e onde quiser. E em vez de sintonizar uma estação de rádio, encontra-se na Internet. Livre.

Você pode ouvir em um site, em uma plataforma de música ou em um aplicativo só de podcast no seu celular, para ouvir quando quiser: no trânsito, lavando a louça, na praia, na academia…