Skip to content

Bolsa Família terá reajuste em 2021; veja qual deve ser o novo valor do benefício

Deputados do governo federal voltaram a mencionar o reajuste do valor do Bolsa Família, que deve ocorrer nos próximos meses. Após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na última quarta-feira (28), o ministro da Cidadania, João Roma, disse que o novo valor do Bolsa Família em 2021 aumentará em 50% ou mais.

Junto com a formalização do auxílio emergencial prorrogado até outubro, o ministro garantiu que o governo federal lançaria o novo projeto Bolsa Família a partir de novembro.

Também presente na cerimónia de assinatura do decreto, o ministro Paulo Guedes disse que as quotas adicionais vão garantir a protecção à medida que o governo tenta realizar a vacinação em massa. “O auxílio emergencial vai além e aí desembarca no Bolsa Família, que, segundo o presidente, também deve ter um valor substancial para proteger a população mais fragilizada.“Ele disse.

Ainda no início de julho, sem dar muitos detalhes sobre as mudanças a serem feitas no programa social criado em 2003, o ministro Roma destacou que ao final do auxílio emergencial, o governo passará a pagar o Bolsa Família com um novo valor. “Já em novembro, fortalecido e ampliado, para que os brasileiros possam avançar cada vez mais, não só com o apoio do Estado brasileiro neste momento de vulnerabilidade, mas também com toda a ajuda para que possam vencer e progredir em sua capacidade de vida.“, indicou.

Novo valor do Bolsa Família em 2021

O novo valor ajustado do Bolsa Família deverá ser apresentado no início de agosto por meio de uma medida provisória (MP) que reformulará alguns aspectos do programa social. “O presidente falou em um aumento de aproximadamente 50% no valor. Pretendemos chegar lá ou talvez até mais. Mas tudo isso obviamente vai depender de um acordo aqui mesmo com a esfera econômica no momento certo. Nessa primeira etapa, o que precisa ser feito é reestruturar os programas. Há toda uma operacionalização a ser feita.“, disse Roma após a última partida.

Atualmente, o valor médio do Bolsa Família gira em torno de R$ 190 por mês. Se o governo confirmar o reajuste de pelo menos 50%, os mais de 14 milhões de beneficiários do programa receberão R$ 285 por mês a partir de novembro.

“A reunião com o ministro Guedes teve como objetivo discutir a conclusão da reestruturação dos programas sociais do governo Bolsonaro, que pretendemos apresentar até o início de agosto, por meio de medida provisória, que visa fortalecer o programa de transferência de renda, ampliando o número de beneficiários, mas fazendo destes programas não só uma rede de segurança para a população vulnerável, mas também disponibilizando novas ferramentas para que estas pessoas possam efectivamente alcançar uma melhor qualidade de vida”, disse João Roma.

O valor está próximo do que já foi prometido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Há alguns meses, o presidente vem dizendo em entrevistas e declarações que o novo valor do Bolsa Família deve subir para R$ 300 até o final do ano.

Segundo ele, o aumento de 50% já está “praticamente acordado” entre os membros do governo. “Quanto ao Bolsa Família, tivemos uma inflação de 14% dos produtos da cesta básica, teve um artigo que subiu para 50%. E o Bolsa Família, a ideia é dar um aumento de 50% em dezembro”, disse.“Ele disse.

Até então, o valor de R$ 300 não havia sido confirmado por Paulo Guedes, pois o governo não havia indicado de onde viriam os recursos para financiar o novo programa com valor adequado. O ministro da Economia garantiu, pelo contrário, que os cálculos feitos pelo ministro da Cidadania são “extremamente responsáveis” do ponto de vista fiscal. “Os programas sociais são executados sob responsabilidade do orçamento, respeitando o teto“, declarou.

O novo projeto do Bolsa Família deve ser apresentado até dezembro deste ano, pois a lei proíbe a adoção desse tipo de medida em ano eleitoral.

Calendário de bolsas para famílias 2021

No dia 18 de agosto, os beneficiários do Bolsa Família receberão a 5ª parcela do auxílio emergencial. Até o momento, os integrantes do BF são os únicos a saber as datas de pagamento da prorrogação do benefício, já que o Ministério da Cidadania ainda não divulgou o calendário oficial.

Assim como nas parcelas anteriores, os beneficiários do Bolsa Família poderão sacar o dinheiro de acordo com as datas indicadas no calendário do Bolsa Família em 2021. Dessa forma, já é possível verificar quando as parcelas 5 (agosto), 6 (setembro) ) e 7 (outubro) serão creditados. ).

Cronograma 5ª parcela Auxílio Emergencial (Subsídio às famílias)

último dígito NIS dia do pagamento
uma 18 de agosto
deles 19 de agosto
3 20 de agosto
4 23 de agosto
5 24 de agosto
6 25 de agosto
7 26 de agosto
8 27 de agosto
9 30 de agosto
0 31 de agosto

Calendário 6ª parcela Primeiros Socorros (Abono Família)

último dígito NIS dia do pagamento
uma 17 de setembro
deles 20 de setembro
3 21 de setembro
4 22 de setembro
5 23 de setembro
6 24 de setembro
7 27 de setembro
8 28 de setembro
9 29 de setembro
0 30 de setembro

Cronograma 7ª parcela Auxílio Emergencial (Subsídio às famílias)

último dígito NIS dia do pagamento
uma 18 de outubro
deles 19 de outubro
3 20 de outubro
4 21 de outubro
5 22 de outubro
6 25 de outubro
7 26 de outubro
8 27 de outubro
9 28 de outubro
0 29 de outubro

A prorrogação do auxílio emergencial será paga em mais três parcelas dos mesmos valores atuais – R$ 150, R$ 250 e R$ 375. De acordo com o decreto de prorrogação do benefício, para ter direito às parcelas adicionais, o cidadão deve ser considerado admissível de acordo com os critérios definidos pela MP n° 1039, que instituiu o Auxílio em 2021.

De acordo com a disposição provisória, trabalhadores informais, cadastrados no Cadastro Único e beneficiários do Bolsa Família que possuam renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300) e renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 3.300) R$ 550,00). Existem ainda outros critérios que o cidadão deve atender para ser considerado elegível ao benefício. As regras completas podem ser encontradas no post abaixo.