Skip to content

Calendário INSS 2022: veja datas de pagamento para maio

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia nesta segunda-feira, 2 de maio, o plano de pagamento para aposentados e pensionistas que ganham mais de um salário mínimo com a 1ª parcela da décima terceira.

O calendário com todas as datas do ano foi divulgado em dezembro do ano passado pelo governo. Para o início do ano letivo em abril, os pensionistas receberão de 25/04 a 06/05 – veja todas as datas abaixo.

Agora, com a definição do novo salário mínimo para 2022, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) faz pagamentos em períodos separados para quem ganha um salário mínimo e para quem ganha mais do que o mínimo.

O governo estabeleceu o o salário mínimo de R$ 1.212,00 para 2022 e o teto do benefício do INSS será de R$ 7.087,22. Para este ano, o salário mínimo sofreu reajuste de 10,18%, corrigido pelo INPC.

– Veja tabela de valores de desempenho do INSS para 2022

O INSS tem pouco mais de 36 milhões de segurados que serão faturados de acordo com as novas datas. Os pagamentos continuam na mesma ordem dos anos anteriores, observando o último dígito do número do cartão do benefício. A escala é a mesma para beneficiários do BPC – Alocação Contínua e para pessoas com deficiência.

Calendário de aposentados do INSS 2022

Novo calendário INSS 2022 mostra o calendário de pagamentos entre janeiro e dezembro para os mais de 36 milhões de beneficiários.

Para saber quando você recebe o subsídio do INSS é necessário observar o número do cartão que recebe a pensão, pensão ou assistência. O número final do cartão, independente do dígito verificador (número que vem após o travessão), é aquele que indica a data em que você receberá o dinheiro. Por exemplo: um cartão numerado 123.456.789-0, indica o final 9.

Pensionistas e pensionistas do INSS sempre recebem entre o final e o início de cada mês. O pagamento segue a ordem do número do cartão e do valor recebido pelo beneficiário (até 01 SMIC ou acima de 01 SMIC).

Consulte o calendário com as datas da 1ª parcela do 13º salário referente ao mês de abril:

Número do cartão de benefício final Para quem ganha o salário mínimo Para quem ganha MAIS de um salário
uma 25 de abril 02 de maio
deles 26 de abril 03 de maio
3 27 de abril 4 de maio
4 28 de abril 5 de maio
5 29 de abril Maio 6
6 02 de maio 02 de maio
7 03 de maio 03 de maio
8 4 de maio 4 de maio
9 5 de maio 5 de maio
0 Maio 6 Maio 6

Veja os pagamentos por época do ano para quem ganha até o salário mínimo:

  • Janeiro de 2022 – de 25 de janeiro a 7 de fevereiro
  • Fevereiro 2022 – de 21 de fevereiro a 9 de março
  • Março de 2022 – de 25 de março a 7 de abril
  • Abril 2022 – de 25 de abril a 6 de maio
  • Maio – de 25 de maio a 07 de junho
  • Junho – de 24 de junho a 7 de julho
  • Julho – de 25 de julho a 5 de agosto
  • Agosto – de 25 de agosto a 8 de setembro
  • Setembro – de 26 de setembro a 7 de outubro
  • Outubro – de 25 de outubro a 7 de novembro
  • Novembro – de 24 de novembro a 7 de dezembro
  • Dezembro – de 23 de dezembro a 06 de janeiro de 2023

Para quem ganha ALÉM do salário mínimo:

  • Janeiro 2022 – de 01 a 07 de fevereiro
  • Fevereiro 2022 – de 03 a 09 de março
  • Março 2022 – de 01 a 07 de abril
  • Abril de 2022 – 2 a 6 de maio
  • Maio – de 1 de junho a 7 de junho
  • Junho – de 1 de julho a 7 de julho
  • Julho – de 01 a 05 de agosto
  • agosto – 1 de setembro – 8 de setembro
  • Setembro – 3 de outubro – 7 de outubro
  • Outubro – de 1 de novembro a 8 de novembro
  • Novembro – de 1 de dezembro a 7 de dezembro
  • Dezembro – de 02 a 06 de janeiro de 2023

Veja todas as datas de recebimento por número do benefício final:

Calendário de pagamento INSS 2022 - Fonte: INSS
Calendário de pagamento INSS 2022 – Fonte: INSS

– Veja o calendário completo do INSS para 2022 em tela cheia aqui

Por meio de uma nova MP, o governo federal reajustou o mínimo nacional em janeiro. O valor que havia passado de R$ 1.045 em 2020 para R$ 1.100 em 2021 agora será R$ 1.212,00 em 2022um aumento de 10,18% em relação à baixa do ano passado.

A Previdência Social garante a reposição de renda aos contribuintes segurados em caso de perda da capacidade para o trabalho, seja por doença, lesão, gravidez, prisão, morte ou velhice.

Consulte a lista de serviços do INSS

Pensão para pessoas com deficiência por idade – Benefício que corresponde ao cidadão que creditar o mínimo de 180 contribuições pagas exclusivamente como pessoa com deficiência, com idade superior a 60 anos, se homem, ou 55 anos, se mulher.

Aposentadoria da pessoa com deficiência por horas contributivas – Indenização devida ao cidadão que creditar o tempo de contribuição necessário, com base no seu grau de invalidez. A partir deste período, você deve ter trabalhado pelo menos 180 meses como pessoa com deficiência.

Aposentadoria extraordinária por tempo de contribuição – Benefício para trabalhadores da cidade expostos a agentes nocivos à saúde.

Aposentadoria por idade rural – Subsídio a pagar ao cidadão justificando um mínimo de 180 meses de trabalho realizado em atividades rurais.

Aposentadoria em idade urbana – Benefício que corresponde ao cidadão que creditar o mínimo de 180 contribuições, além da idade mínima de 65 anos, se homem, ou 62, se mulher.

Por causa da pensão por invalidez – Para cidadãos incapazes de trabalhar e incapazes de se reabilitar em outra profissão.

Desistência por período de contribuição – Benefício que corresponde ao cidadão que credita o tempo total de 35 anos de contribuições, se homem, ou 30 anos de contribuições, se mulher.

Aposentadoria por contribuições educacionais – Você deve comprovar 30 anos de contribuição, se for homem, ou 25 anos, se for mulher, atuando como professor na educação básica.

Assistência em caso de acidente – Indemnizações pagas na sequência de um acidente que reduz permanentemente a capacidade para o trabalho.

Subsídio de doença – O auxílio-doença é um auxílio-doença por invalidez pago pelo segurado do INSS que comprove, por meio de exame médico, estar temporariamente incapacitado para o trabalho por motivo de doença ou lesão.

Ajuda-Isolamento – Trata-se de um benefício devido aos beneficiários do segurado hospitalizado, no período em que este estiver confinado em regime fechado ou semiaberto. A assistência ao parto não pode ser concedida a beneficiários do segurado em liberdade condicional ou em cumprimento de pena em aberto.

Auxílio Idoso e Deficiente (BPC) – É um serviço de assistência social, cujo reconhecimento do direito corresponde ao INSS. Garantido por lei, o BPC permite que pessoas idosas e deficientes tenham acesso às condições mínimas para uma vida digna.

Assistência aos trabalhadores portuários temporários – Garantia de um salário mínimo mensal aos trabalhadores com idade igual ou superior a 60 anos que não tenham implementado as condições mínimas de pensão.

poupança – O serviço encerrado em 16/04/1994, consiste na devolução em parcela única das contribuições pagas ao INSS pelo cidadão que permaneceu na atividade após a aposentadoria.

Pensão especial para síndrome da talidomida – Benefício específico para pacientes com síndrome da talidomida nascidos após 1º de março de 1958. Trata-se de uma pensão especial, mensal, vitalícia e intransferível.

Pensão especial para hanseníase – Para as pessoas portadoras de hanseníase que até 31/12/86 foram submetidas a isolamento e internação compulsória em hospitais de bairro.

pensão por morte rural – Destinado a funcionários de trabalhadores rurais, pescadores artesanais e indígenas que produzem na economia familiar.

pensão por morte urbana – Pago aos herdeiros do segurado falecido ou, em caso de desaparecimento, cuja morte seja declarada em julgamento.

salario familia – Valor pago a empregados de baixa renda, incluindo trabalhadores domésticos e autônomos, com base no número de filhos.

Auxílio maternidade – Subsídio devido a pessoa que cesse a sua atividade, por motivo de nascimento de filho, aborto não criminoso, adoção ou proteção legal para efeitos de adoção.

salário maternidade rural – Indenização devida ao segurado especial (rural) que abandona seu estabelecimento, por motivo de nascimento de filho, aborto não criminoso, adoção ou proteção legal para fins de adoção.

Salário maternidade urbano – Subsídio devido a pessoa que cesse a sua atividade, por motivo de nascimento de filho, aborto não criminoso, adoção ou proteção legal para efeitos de adoção.

Seguro de Defesa – Pescador Artesão – Vantagem para os pescadores artesanais durante o período em que não podem pescar devido à necessidade de preservação da espécie.