Skip to content

La Caixa lança novo site para consulta do FGTS extraordinário do CPF em 2022

Quase 4 milhões de brasileiros começaram a receber nesta quarta-feira, 20, o saque de R$ 1.000 do FGTS. O dinheiro das contas ativas e inativas de 42 milhões de trabalhadores será disponibilizado pela Caixa Económica Federal até 15 de junho, de acordo com o calendário extraordinário do FGTS.

O saque será limitado a R$ 1.000 por pessoa, independentemente do número de contas com saldo disponível, e afetará não só os com vínculo empregatício ativo, mas também os desempregados e os trabalhadores domésticos, cujo pagamento se tornou obrigatório. em 2015.

para receber o FGTS Extraordinário Não é necessário fazer nenhum tipo de solicitação no início. Em caso de saque, a Caixa depositará o valor devido ao trabalhador em uma conta poupança digital no Caixa Tem na data indicada no calendário.

Quem tem mais de uma conta vinculada ao Fundo de Garantia e com saldo disponível poderá ver pelo aplicativo do FGTS onde o valor é sacado.

Nesses casos, a Caixa seguirá uma ordem de saque, partindo da conta vinculada ao vínculo de trabalho rescindido de menor saldo, e depois passará para as demais contas vinculadas, também a partir da conta de menor saldo.

O calendário extraordinário do FGTS vai até junho

Os depósitos iniciados nesta quarta-feira, 20, abrangendo 3,9 milhões de pessoas nascidas em janeiro, serão repetidos duas vezes por semana. O calendário de recolhimento do FGTS prevê a liberação dos valores às quartas e sábados, sempre por ordem de nascimento dos beneficiários.

O próximo grupo, os aniversariantes em fevereiro, os receberá no sábado, 30 de abril. Posteriormente, o crédito continua em 4 de maio, quando o dinheiro cairá na conta das pessoas nascidas em março, e assim por diante.

A Caixa divulgará o recuo extraordinário do FGTS entre abril e junho de 2022. Imagem: Caixa.
A Caixa divulgará o recuo extraordinário do FGTS entre abril e junho de 2022. Imagem: Caixa.

Novo site extraordinário do FGTS para consulta do CPF

A Caixa lançou um novo site para consultar os valores disponíveis para a venda do FGTS. O banco oferece dois canais para visualização das informações do Fundo de Garantia: o aplicativo do FGTS e o site – fgts.caixa.gov.br.

A plataforma lançada pela Caixa permite consulta por CPF para saber se o trabalhador tem direito ao benefício extraordinário e a data em que o dinheiro será depositado na conta poupança digital Caixa Tem.

Outra forma de consultar o saldo do FGTS é acessar o aplicativo desenvolvido pela Caixa Econômica Federal. Ao fazer login com CPF e senha pelo APP, o trabalhador pode consultar o saldo de cada uma das contas relacionadas a contratos de trabalho e o saldo total de todas as contas.

Na nova atualização, o aplicativo ganhou uma seção especificamente dedicada à queda extraordinária do FGTS. Ao clicar nesta opção, o sistema indicará o valor disponível para saque, de qual conta o dinheiro é retirado, bem como a data e a conta em que será depositado. O aplicativo do FGTS também oferece a possibilidade de não receber os valores para quem não deseja sacar neste momento.

Nos últimos dias, devido ao aumento do número de pessoas tentando visualizar a coleta, o aplicativo do FGTS passou por vários períodos de instabilidade. Inicialmente, o usuário terá que aguardar em uma fila virtual até que possa fazer login no aplicativo e acessar as informações.

O saque do FGTS é obrigatório? Não, o trabalhador não é obrigado a sacar o FGTS emitido em 2022. Quem preferir não sacar parte do saldo do Fundo de Garantia pode solicitar o cancelamento do crédito pelo aplicativo do FGTS ou em qualquer agência até 10 de novembro, sem prejuízo ao dinheiro já foi depositado.

Após esse período, os valores não movimentados na caderneta de poupança digital Caixa Tem até 15 de dezembro de 2022 serão devolvidos à conta do FGTS, devidamente ajustados.