Skip to content

Plano de pagamento do PIS 2021 é adiado para 2022

Os trabalhadores que aguardavam o avanço do Bolsa Pis/Pasep terão que esperar até o ano que vem para receber o benefício. Por decisão unânime do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), os representantes dos trabalhadores, empregadores e governo optaram por adiar o calendário do próximo Pis/Pasep para 2022.

O benefício seria desembolsado a partir de julho deste ano para brasileiros que trabalhavam com carteira assinada em 2020. Milhões de pessoas até esperavam receber os valores antes do previsto, já que o Ministério da Economia havia previsto o pior como um dos atores do a economia renascentista. medidas. durante a pandemia.

Os pagamentos geralmente começam no segundo semestre do ano e continuam até o primeiro semestre do ano seguinte. Os arquivamentos do calendário Pis/Pasep 2020/2021, referente aos que trabalharam em 2019, começaram em junho do ano passado para os titulares de contas Caixa e Banco do Brasil e seguiram a partir de julho com credenciamento com base no mês de nascimento do trabalhador. . Os pagamentos continuariam até março para os nascidos em maio e junho, mas por decisão do governo o prazo foi antecipado para fevereiro.

Para os nascidos entre janeiro e junho, o benefício entrou na conta com o valor presente do salário mínimo para 2021 (R$ 1.100,00). Trabalhadores nascidos entre julho e dezembro ou com número definitivo entre 0 e 4, que ainda não sacaram o benefício das contas, também têm direito ao PIS com reavaliação.

Quando será pago o Pis 2021?

A previsão do Ministério da Economia é que os pagamentos do corrente ano de 2020 comecem a partir de janeiro de 2022 e já deve cair para todos os grupos com o novo valor do mínimo nacional para o próximo ano.

Segundo o Ministério da Economia, a mudança na forma de pagamento – que a partir deste calendário será anual – segue a recomendação do Auditor Geral da União e visa respeitar os princípios contábeis do patrimônio e das finanças.

Com essa modificação, o adiamento do pagamento do Pis 2021 deve representar uma economia de 7,6 bilhões de reais para os cofres do governo. De fato, o orçamento deste ano, aprovado após a votação de 25 de março, prevê um gasto de R$ 18,1 bilhões com o abono salarial. O governo já usou cerca de 10,5 bilhões de reais para pagar o plano de benefícios anterior para pessoas nascidas entre janeiro e junho.

Como saber se tenho direito ao Pis/Pasep?

O valor do abono salarial 2020-2021 varia entre R$ 92,00para quem trabalhou 30 dias com carteira assinada, até R$ 1.100,00 para o cidadão que trabalhou 12 meses. O cálculo do valor do benefício corresponde ao número de meses trabalhados no ano base (2020) multiplicado por 1/12 do salário mínimo vigente (R$ 1.100) na data do pagamento. Para saber a qual valor de Pis/Pasep você tem direito, consulte a tabela de cálculo a seguir:

Proporção (meses trabalhados) Valor do benefício 2021 (salário R$ 1.100,00)
uma R$ 92,00
deles R$ 184,00
3 R$ 276,00
4 $ 367,00
5 $ 459,00
6 R$ 550,00
7 R$ 642,00
8 $ 734,00
9 $ 826,00
dez $ 918,00
Onze R$ 1.009,00
12 R$ 1.100,00

Além de trabalhar há pelo menos 30 dias com contrato de trabalho, o trabalhador deve ainda reunir as seguintes condições para beneficiar do prémio salarial:

  • Estar inscrito no INS/PASEP há pelo menos 5 (cinco) anos;
  • Receberam salário médio mensal de até dois salários mínimos (R$ 2.200,00) de contribuinte do PIS/PASEP (filiado ao CNPJ) durante o ano-base considerado para o abono, neste caso, 2019;
  • ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para o cálculo;
  • Faça com que o empregador insira os dados corretamente na Cadastro Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano-base em questão.

Sem direitos para receber o subsídio as seguintes categorias de trabalhadores:

  • Trabalhadores urbanos vinculados a um único empregador;
  • Trabalhadores rurais vinculados a um único empregador;
  • Executivos sem vínculo empregatício, ainda que a empresa tenha optado pelo pagamento do FGTS;
  • trabalhadores domésticos;
  • Menores aprendizes.

Com o adiantamento do Pis/Pasep 2020, os pagamentos terminaram em 11 de fevereiro para todos os grupos de trabalhadores nascidos entre janeiro e dezembro. O grupo que recebeu o Pis da Caixa Econômica Federal teve até 30 de junho para sacar os valores. Após esta data, o valor será automaticamente transferido para a conta do FGTS do beneficiário, conforme as novas regras da MP 946.