Skip to content

Seu Bolsa Família está bloqueado? veja o que significa

Se você é um dos 14,6 milhões de assinantes do Bolsa Família, mas ao verificar que seu benefício está bloqueado, suspenso ou cancelado, saiba que o governo federal informou os motivos pelos quais isso está acontecendo. A Tranque a bolsa da família Isso pode acontecer devido a um cadastro desatualizado, devido a um requisito do programa que o destinatário não atendeu, ou mesmo devido ao acesso inadequado ao aplicativo. Descubra neste artigo como identificar por que o seu O Bolsa Família foi bloqueado.

Em 2021, a folha de pagamento do Bolsa Família atingiu um número recorde de beneficiários, com 14,6 atendidos pelo programa. Desse total, cerca de 10 milhões foram incluídos na nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial e os 4,6 milhões restantes continuaram recebendo o valor normal do benefício.

Bolsa Família bloqueado, suspenso ou cancelado

Vários motivos podem contribuir para que o beneficiário tenha bloqueado ou mesmo suspendido o Bolsa Família por tempo indeterminado. Segundo o Ministério da Cidadania, não se beneficiar dele Bolsa família bloqueada É importante que o assinante mantenha sempre seu cadastro atualizado.

Isso significa que o responsável – o familiar cadastrado no CRAS – atualiza constantemente seus dados de endereço, telefone para contato, renda ou qualquer alteração no grupo familiar, seja nascimento ou falecimento de alguém, casamento, separação, adoção. , etc Se não houver alterações, o cadastro deve ser atualizado a cada dois anos.

Outro ponto importante é que a família deve reunir determinadas condições para continuar recebendo o benefício, a saber:

  • Garantir a escolaridade de pelo menos 85% das crianças e adolescentes de 6 a 15 anos e 75% dos adolescentes de 16 a 17 anos;
  • Participar das consultas de pré-natal de acordo com o cronograma recomendado pelo Ministério da Saúde (MS), no caso de gestantes;
  • Participar das atividades educativas oferecidas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de nutrizes (nutrizes);
  • Manter atualizado o registro de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Monitorar a saúde das mulheres de 14 a 44 anos.

De qualquer forma, caso o beneficiário veja seu Bolsa Família cancelado ou bloqueado, é necessário entrar em contato com o setor responsável pelo Bolsa Família no CRAS, onde ocorreu o cadastro no programa, para verificar a situação do benefício. Leia sempre a mensagem em seu extrato para obter informações importantes sobre como receber seu benefício.

Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem

Desde dezembro, a Caixa redirecionou os depósitos de 9 milhões de pessoas que não possuíam nenhum tipo de conta bancária para o aplicativo. A transição do Bolsa Família para a poupança digital foi determinada pela lei n.

No entanto, esses novos beneficiários devem estar atentos a algumas limitações da conta digital Caixa Tem, como o bloqueio da conta digital quando o usuário troca de celular ou cartão SIM. A conta digital Caixa Tem, na verdade, está vinculada ao número do celular (chip) e ao aparelho em que foi feito o primeiro acesso.

Se você mudou de número ou de celular, será difícil fazer login novamente em sua conta digital. Nestes casos, a Caixa Económica Federal insiste em ir a uma agência bancária, aberta das 8h00 às 13h00, ou a uma lotaria com:

  • Documento pessoal com foto (ex. RG ou CNH);
  • Celular no qual o aplicativo Caixa Tem está instalado.

Valor do Bolsa Família em 2021

O governo federal planeja uma reformulação do programa Bolsa Família desde o ano passado. Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro enviou ao Congresso a medida provisória para criar o Auxílio Brasil, novo programa que substituirá o BF.

O Auxílio Brasil atenderá os 14,6 milhões de beneficiários do Bolsa Família e outros 1,4 milhão que estão na lista de espera do programa. De acordo com o Ministério da Cidadania, o Auxilio Brasil deve começar a operar em novembro.

No novo valor do Bolsa Família em 2021O presidente Jair Bolsonaro anunciou na semana passada que o governo pretende aumentar o valor do benefício para R$ 400 até dezembro de 2022. Como primeiro passo, será concedido um aumento de 17,84% no valor do tíquete médio e, com a aprovação da PEC dos precâtórios, o governo pretende pagar auxílio transitório para que todas as famílias recebam no mínimo R$ 400 por mês.

Atualmente, o valor que a família recebe por mês é a soma dos diferentes tipos de benefícios oferecidos pelo programa Bolsa Família. Os tipos e valores dos benefícios recebidos por cada unidade familiar dependem da composição (número de pessoas, idade, presença de gestantes, etc.) e da renda da família beneficiária. Atualmente, os valores do Bolsa Família são:

  • Serviço básico: R$ 89,00 – pagos a famílias em condição de extrema pobreza cuja renda mensal per capita não ultrapasse R$ 89.
  • Benefício Variável Vinculado a Crianças ou Adolescentes de 0 a 15 anos: R$ 41 – pagos às famílias cuja renda mensal não ultrapasse R$ 178,00 por pessoa e que tenham em sua composição crianças ou adolescentes de 0 a 15 anos.
  • Auxílio variável vinculado a gestante: R$ 41,00 – pagos às famílias cuja renda mensal não ultrapasse R$ 178,00 por pessoa e que estejam grávidas.
  • Benefício variável vinculado à nutriz: R$ 41,00 – pagos às famílias cuja renda mensal não ultrapasse R$ 178,00 por pessoa e que tenham filhos de 0 a 6 meses em sua composição (duração de seis meses).
  • Auxílio variável vinculado ao adolescente: R$ 48,00 (até dois por família) – pago às famílias cuja renda mensal não ultrapasse R$ 178,00 por pessoa e que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos.
  • Benefício para superar a pobreza extrema (valor calculado individualmente para cada família) – pago às famílias que continuam com renda per capita mensal inferior a R$ 89,00, mesmo após receber outros tipos de benefícios do programa. O valor do benefício é calculado caso a caso, com base na renda e no número de membros da família, para garantir que a família ultrapasse a renda mínima de R$ 89,00 por pessoa.